Portugal  •  Desporto  •  Economia
 Internacional  •  Vida  •  Mais Secções
‹
|
‹
T-
|
T+
Publicado hoje às 18:59
OE2015: Ministro nega desinvestimento na educação e reclama resultados
Foto: DR
O ministro da Educação defendeu, nas jornadas parlamentares do PSD e do CDS que as rescisões de professores por mútuo acordo podem representar uma poupança significativa no orçamento da educação. Crato foi aplaudido pelos deputados da maioria, mas foi o PSD que mostrou maior entusiasmo.

Nuno Crato defendeu hoje que o orçamento deste setor para 2015 tem valores "bastante comparáveis" aos inicialmente orçamentados para 2014, alegou haver "mais recursos para a ciência", e reclamou a obtenção de resultados.

O ministro da Educação começou o seu discurso considerando que parte do debate público sobre o Orçamento do Estado para 2015, no que se refere ao seu ministério, «foi mal colocado, ou propositadamente mal colocado por certos intervenientes, porque foi feita uma comparação entre a execução de 2014 e o Orçamento do Estado de 2015, não tendo em conta vários fatores».

O ministro referiu que em 2015 haverá uma execução de projetos "inferior à de 2014" e apontou "as rescisões por mútuo acordo" como outro fator que fez subir a despesa com educação este ano e que não se repetirá em 2015.

Artigo Completo|Página1de4
‹ Anterior Seguinte ›
Partilhar
Serviços
Cinemas
|
Farmácias
Tempo
|
Totojogos
Siga-nos
T+
|
T-
Tamanho do texto
Versões:Texto|Mobile|PC
ControlInveste Direitos Reservados
Sites MobileAO|Dinheiro Vivo|DN|JN|TSF|O Jogo|Ocasião
Anuncie|Contactos|Ficha Técnica
Termos e Condições